FERRAMENTAS PARA CORTE DE CABOS ELÉTRICOS QG 45CC

FERRAMENTAS PARA CORTE DE CABOS ELETRICOS QG 45CC

Vamos falar um pouco sobre ferramentas para corte, aproveite o conteúdo que criamos pra você.

1. Cabos de cobre ou alumínio

O processo de corte de cabos elétricos, sejam de alumínio, cobre ou aço, sempre demandaram ferramentas resistentes e confiáveis. Estas ferramentas também necessitam ser seguras para o operador, uma vez que utilizam lâminas afiadas para fazer a operação de corte, sendo necessário ferramentas projetadas para esta finalidade.

HSG 45

A QG Industrial, ao longo de seus 47 anos de experiência, fornece ao mercado alguns modelos de ferramentas sempre muito seguras e confiáveis.

Para corte de cabos de alumínio ou cobre, as ferramentas de corte deverão ter um fio de corte bastante afiado, a fim de proporcionar um bom acabamento à extremidade do cabo cortado onde provavelmente será inserido um conector ou terminal.

O modelo QG-21C é um modelo bastante simples, porém muito eficiente. Graças a seu sistema de alavanca simples, efetua cortes rapidamente, porém exige um maior esforço do operador

Os modelos manuais 148 A/32 ou 148 /A52 foram desenvolvidos na Alemanha há 30 anos e seu sistema de catraca diminui muito o esforço do operador. Suas lâminas afiadas e tratadas termicamente, garantem um excelente corte, com acabamento perfeito para a aplicação do cabo. O design tipo “algema” garante uma maior segurança ao operador.

Para cabos maiores temos uma vasta linha de ferramentas, agora hidráulicas, que fazem cortes rápidos e seguros também.

Estas ferramentas podem ser manuais (QG-45CC, QG-55CC, QG-85CC) ou acionadas por bateria (QGE45-CC; QGE-55CC, entre

Um lançamento recente da QG Industrial, foi o modelo QGE-540, que une a tecnologia de ferramenta de corte modelo “algemas” com um acionamento à bateria, proporcionando uma ferramenta rápida, leve e muito segura.

2. Cabos reforçados com alma de aço (ACSR) OU BLINDADOS

Os cabos elétricos blindados ou com alma de aço são muito usados em redes subterrâneas (blindados) ou em redes aéreas de média, alta e super alta tensão (ACSR).

Cabos blindados são condutores de cobre ou alumínio, que possuem uma camada externa fabricada em aço, exclusivamente para proteção mecânica do condutor. Já cabos ACSR, da sigla em inglês Aluminium Cable Steel Reinforced, são cabos de alumínio com um reforço interno de aço, que garantem uma altíssima resistência à tração. Estes cabos são usados em linhas de média tensão para longos lances, onde será necessário um tensionamento mecânico da linha. O mesmo ocorre para linhas de alta tensão (34,5 kV e acima) onde o distanciamento entre as torres é bem maior.

Para cortar estes cabos, a ferramenta de corte precisa ter algumas características bem especificas. Além de uma força de corte maior, devido à maior resistência ao cisalhamento apresentado pelo aço, as lâminas não poderão ser tão afiadas como as lâminas de ferramentas para corte de cobre ou alumínio.

As lâminas para estas ferramentas são mais robustas e com uma afiação peculiar que garante um bom acabamento do corte, mas que também resista ao corte do componente de aço

Nossos modelos QG-45 E QG-55 são especialmente projetados para isso, assim como suas versões à bateria.

TEORIA DO CORTE

1. A seguir esquemas de corte para cabos de material mais “macio”, como cobre ou alumínio

A lâmina penetra no material e continua cortando até a total separação das 2 novas extremidades. Observe que, neste tipo de corte, a lâmina é afiada para “penetrar” no material

teoria do corte

2. Para cortes em materiais mais “duros” como blindagem de aço, almas de aço ou mesmo barras de aço, o processo de corte se dá de maneira diferente.

Devido à maior resistência do material a ser cortado, a lâmina penetra até uma parte do corpo a ser cortado, mas uma grande tensão de tração aparece no material, forçando-o a se romper por tracionamento, e não por cisalhamento (Estado duplo de tensão).

Por causa disso, as lâminas para este tipo de corte são mais robustas e com o corte mais arredondado para resistir a esta operação.

teoria do corte 2
ROMPIMENTO POR TRAÇÃO

Gostou do nosso conteúdo?  Caso tenha duvidas ou sugestões, por favor entre em contato com o suporte da QG Industrial.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.